Inspirada na tradição do Jazz, a Orquestra Jazz Águeda é um projeto criado pela Pauta Humana e a Câmara Municipal de Águeda em 2016 e constitui-se como um laboratório para a produção de música. Na sua segunda temporada a OJA apresenta um repertório que inclui compositores emergentes em Portugal e cria um jazz em português que se reinventa nos arranjos de composições de Zeca Afonso. Enquanto por um lado recupera a memória coletiva do tradicional “jazzbandista” e dos “Jazzes”, por outro lado, apresenta uma inovadora sonoridade e uma expressão vanguardista criada por um coletivo de músicos reconhecidos no panorama do jazz nacional e internacional.

Direção Musical: Leonardo Pellegrim & Vasco Miranda
Madeiras: João Mortágua, Rodrigo Neves, Tomás Marques, Leonardo Pellegrim, Nádia Moura
Trompete: Brian Carvalho, João Condesso, Fábio Martins, Jorge Leitão
Trombone: Samuel Barros, Gabriel Dias, João Evangelista, Rui Bandeira.
Secção Rítmica: Vasco Miranda (piano), Bruno Pinho (guitarra), João Cação (contrabaixo), Rogério Pitomba (bateria).

Orquestra Jazz Águeda & João Mortágua
A Orquestra Jazz Águeda criou um concerto único no qual o convidado é o saxofonista João Mortágua, para apresentar em 23 de Setembro, 2017 no Centro de Artes de Águeda. Este concerto marca a abertura da segunda temporada da OJA e mostra um pouco da sua visão futura. Neste concerto João Mortágua assume um papel de solista e reinventa as melodias com incrível fantasia. O músico transporta a sua energia para uma a orquestra que faz de cada solo um novo lugar e de cada nota um momento mágico de criação musical.

Obras:
Seven, by Vasco Miranda, arranged by Vasco Miranda
3rd Gate, by João Mortágua, arranged by João Mortágua
Stolen Moments, by Oliver Nelson, arranged by Oliver Nelson
Índios da Meia Praia, by Zeca Afonso, arranged by Vasco Miranda
Balada de Outono, by Zeca Afonso, arranged by Vasco Miranda
Milho Verde, by Zeca Afonso, arranged by Vasco Miranda
Groove Merchant, by Jerome Richardson, arranged by Thad Jones
Take the “A” Train, by Billy Strayhorn, arranged by Don Sebesky
Perante, by João Mortágua, arranjed by João Mortágua

Exposição ” Jazzbandista”
Área Artística: Música/Documentação
Período de Exposição: Nov. 2017
Local: Biblioteca Municipal Manuel Alegre, Águeda

Sinopse
Na primeira metade do século passado a presença do Jazz em Portugal verifica-se por todo o
país. A denominação dos grupos conhecidos por “jazzes” e as alcunhas de “jazzbandistas” aos
seus músicos, comprovam a sua existência ainda hoje relatada. Neste período a música com swing e o ritmos sincopados não faziam apenas parte dos contextos culturais das grandes metrópoles, por outro lado, existiam por diferentes zonas, muitas vezes associados ao contexto da música filarmónica rica em instrumentos de sopro.

A exposição “Jazzbandista” é uma selecção de documentos que fazem parte de uma colecção de composições, apontamentos e anotações que datam da primeira metade do sec. XX. Um conjunto de incríveis manuscritos, transcrições de peças e excertos musicais para diferentes instrumentos onde se verifica uma clara relação com a notação da música jazz. Documentos únicos que fazem parte de uma colecção privada cheia de memória da História e do imaginário da cultura popular e da vida da região.

A criação desta exposição surge no âmbito do trabalho desenvolvido pela Orquestra Jazz Águeda, enquanto extensão do seu enquadramento artístico e cultural.